Aliança Quebrada

0

Quando você ouve a palavra “Aliança” qual é a primeira coisa que vem à sua mente? A joia usada em casamentos e noivados ou o pacto que Deus fez com o seu povo? Não sei qual foi a sua resposta, mas, normalmente a primeira coisa que as pessoas pensam é na aliança física que usamos nas mãos. 

Hoje, eu quero falar de uma aliança diferente, uma aliança feita por Deus com Abraão, na época que ele ainda era Abrão. Ao abrir a sua Bíblia em Gênesis 15, você encontrará uma conversa que estava ocorrendo entre Deus e Abraão. Se começarmos a ler todo o capítulo, encontraremos versos que são familiares a nós. Encontramos Deus prometendo que daria a Abraão um filho, terras e proteção. Essa parte nós conhecemos bem.

Entretanto, lá no meio, encontramos escrito assim: “Naquele dia o Senhor fez uma aliança com Abrão” (Gênesis 15:18). O que quero destacar aqui é exatamente essa parte que, muitas vezes, passamos por alto porque não entendemos o que está escrito ali completamente. 

Nesse trecho de Gênesis, Moisés desacelera a história e foca em um momento específico dela. Naquele momento, Abraão havia acabado de receber a promessa de que ele seria pai. Mas, ele duvidou. Ele queria ter certeza de que as promessas realmente se cumpririam, mesmo sendo ele de idade já avançada. Por isso, Deus usa um elemento da cultura local para fazer esse pacto com Abraão. 

Antigamente, muitos pactos eram feitos entre um senhor e um servo. Para tanto, precisava-se de um novilho, uma cabra, um carneiro e duas aves. Esses animais deveriam ser cortados ao meio e dispostos de tal forma como uma espécie de corredor. Então, o servo passaria no meio dessas carcaças, simbolizando ao seu senhor que se ele quebrasse a aliança, deveria ser feita a mesma coisa que foi feita com os animais. Assim era selada a aliança. 

Então, no capítulo 15, Deus pede para que Abraão traga exatamente esses mesmos animais e os alinhe formando um corredor. Contudo, a parte mais emocionante da história é que quem passa por entre os animais não é Abraão, é Deus. “Depois que o sol se pôs e veio a escuridão, eis que um fogareiro esfumaçante, com uma tocha acesa, passou por entre os pedaços dos animais” (Gênesis 15:17). Deus se coloca na posição de servo nessa aliança. Se Deus quebrasse a aliança Ele deveria morrer. 

Contudo, como já sabemos, não foi Deus quem quebrou a aliança. Muitas vezes, Abraão, o pai da fé, perdeu sua fé em Deus e tentou agir com as próprias forças. Assim a aliança foi quebrada inúmeras vezes por ele. Mas, quem pagou o preço dessa aliança fragmentada novamente não foi Abraão, foi Deus. Cristo morreu por nós para refazer essa aliança entre Deus e seus filhos. Essa é a linda promessa que a história contém.

Não sei quão longe de Deus você já andou…Quantas promessas você já quebrou. Essa história nos ensina que o que importa para Deus, na verdade, é quantas vezes você voltou. Ele não quer que você e Ele vivam uma aliança quebrada. Cristo está ansioso para refazer essa aliança com você hoje. Ele se dispôs a pagar o preço pelo contrato que nós quebramos, e a moeda de pagamento foi o Seu próprio sangue. Por isso, não importa quão longe você esteja hoje, Cristo está de braços abertos esperando que você volte a casa do Pai.

Compartilhar.

Sobre o autor

Matheus Köhler

Formado em Marketing e formando em Teologia

Deixe um comentário