Duas eras, uma mensagem

0

A expressão “eu shippo” ou “shippar” é muito comum especialmente quando os usuários das redes sociais começam a desconfiar ou torcer pela formação de algum casal famoso. Normalmente, usa-se uma parte de cada um dos dois nomes. Na época em que o jogador de futebol Neymar e a atriz Bruna Marquezine namoravam, a combinação era chamada de Brumar, por exemplo.

Shippar vem da palavra relationship. To ship em inglês é como apoiar um relacionamento, mesmo que ele não exista. Já virou um “verbo” ou neologismo em português o “shippar”.

Na tirinha desta semana a gente também torce pela relação harmoniosa da antiga e da nova aliança. Na verdade, a gente torce para que os cristãos entendam que elas se relacionam muito bem. A gente shippa as duas porque elas fazem parte do mesmo projeto divino, isto é, a proclamação do evangelho eterno.

Tanto uma quanto a outra aliança fazem parte das revelações graduais de Deus de acordo com a realidade de Seu povo ao longo da história. Muito longe de uma anular a outra, elas, na verdade, são uma coisa só para ocasiões distintas.
Sendo assim, a gente “shippa” e muito a aliança do Sinai com a aliança da Cruz.

Compartilhar.

Sobre o autor

Avatar

Jornalista, editora da ComTexto. Mestre em ciência e pós-graduada em Teologia

Deixe um comentário