Lição 3 – Jesus, o Filho Prometido

2

A tirinha desta semana tem por objetivo nos lembrar que, apesar de sermos realmente pecadores, Jesus – o Filho prometido – veio, morreu e venceu em nosso lugar. Graças ao Seu sacrifício substitutivo, temos defesa diante do Pai.

Enquanto aqui vivermos, Satanás estará nos acusando perante Deus. Não devemos, contudo, cair em suas armadilhas porque toda culpa já recaiu sobre Jesus, nosso Salvador.

Então, você já pode sair desse lugar obscuro da autopunição e erguer sua cabeça porque para cada acusação do mal há um recurso no sangue de Jesus. Para tanto, não nos esqueçamos de confessar diariamente nossos pecados, pois todo pecado confessado será perdoado (1 João 1:9).

Pelo menos é isso o que a tirinha quer trazer para você, jovem cristão, o entendimento de que sempre seremos acusados pelo diabo, pelas pessoas e por nossa própria consciência. Mas assim, como no futebol, os juízes usam o VAR (do inglês Video Assistant Referee) para conferir lances que geram dúvidas, da mesma forma, quando você tiver dúvida a respeito do perdão de Deus, olhe para o VAR e veja Jesus cobrindo você com Seu manto de justiça.

Não se esqueça de que a ênfase de Hebreus está na mediação de Jesus, no modo como Ele tomou nosso lugar e como Deus nos vê a partir do momento em que O aceitamos como nosso Salvador. Não deixemos de aproveitar este tempo de graça em que temos um misericordioso Advogado cuidando do nosso caso.

Hoje é seu dia sorte! Hoje é dia de perdão e recomeço! Exame seu coração, confesse seus pecados, seja perdoado e ganhe mais confiança em se desviar do mal.

Compartilhar.

Sobre o autor

Avatar

Jornalista, editora da ComTexto. Mestre em ciência e pós-graduada em Teologia

2 Comentários

  1. Avatar
    Jefferson Santos em

    Maravilha é termos a certeza de que Jesus é nosso Mediador e advogado. E como o VAR mostra o lance (a cena) do calvário, Jesus como nosso cordeiro perfeito e sem macula sacrificando por nós e nos cobrindo com seu manto de justiça. Formidável, Gloria a Deus!

  2. Avatar

    É incrível ver tamanha complexidade, em uma tirinha que parece ser tão simples. Esse texto nos ajuda muito a compreender o sentido completo que esse grande recurso enigmático nos oferece!

Deixe um comentário