Lição 2 – O foco correto

0

Pare e pense um pouquinho sobre suas escolhas. Agora, pense mais um pouco e chegue ao cerne delas. Pronto. Conseguiu descobrir seus motivos? É muito importante saber o porquê de nossas escolhas, pois é isso que nos tira da condição automatizada. Sim, eu e você podemos estar vivendo no modo automático sem entender muito bem o porquê desse ou daquele caminho.

É por isso que a lição desta semana nos convida a repensar o sábado a partir da perspectiva dos nossos motivos. Afinal, por que mesmo você guarda o sábado? E como você o guarda? Isso faz sentido para você? Precisamos entender que há uma motivação correta para que guardemos o sábado e ela se dá especialmente porque é nesse dia que lembramos que Deus é mais que criador, é também mantenedor e penhor.

Mas Ele não mantém apenas as coisas no lugar para que nossa vida temporária continue. Mais do que isso: somente Ele é capaz de nos dar vida nova e nos manter em novidade de vida. Você entende isso?

Então, nós celebramos o sábado por meio de um descanso que contempla as obras das Suas mãos, mas, além disso, celebramos o resgate que nos promete o descanso pleno em um futuro não tão distante.

O memorial da criação semanal deve nos levar a adorar Aquele cuja palavra que criou todas as coisas é a mesma que comunica vida espiritual.

Assim, o sábado nos ajuda a discernir Deus em Suas obras; mas, acima disso, o sábado nos ajuda a discernir Deus na obra que Ele começou e prometeu terminar em nossa vida, a saber, nossa regeneração.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o foco certo para pausar no sétimo dia da semana, o convite é “vinde e descansemos um pouco”.

Compartilhar.

Sobre o autor

Avatar

Jornalista, editora da ComTexto. Mestre em ciência e pós-graduada em Teologia

Deixe um comentário