Lição 11 – Aliança permanente

0

Leia com atenção e oração o texto a seguir:

“Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores e que sabe o que é padecer. E, como um de quem os homens escondem o rosto, era desprezado, e dEle não fizemos caso. Certamente Ele tomou sobre Si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre Si; e nós O considerávamos como aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas Ele foi traspassado por causa das nossas transgressões e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas Suas feridas fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu próprio caminho, mas o Senhor fez cair sobre Ele a iniquidade de todos nós. Ele foi oprimido e humilhado, mas não abriu a boca. Como cordeiro foi levado ao matadouro e, como ovelha muda diante dos seus tosquiadores, Ele não abriu a boca” (Isaías 53:3-7).

Esse é um dos textos mais tocantes das Escrituras Sagradas. Ele fala da iniciativa de Deus na salvação da humanidade e deixa claro que o Senhor colocou sobre Jesus (que nunca pecou) o castigo que nós merecíamos (por ser pecadores). Esse sacrifício que fundamenta e sela a aliança do Criador com a humanidade caída estava determinado antes mesmo de os seres humanos serem criados (Ap 18:8). A encarnação e a morte do Deus que Se fez homem é um tema tão profundo que meditaremos nele pela eternidade!

Você já louvou a Deus hoje por ter enviado o Cordeiro?

Compartilhar.

Sobre o autor

Avatar

Pastor, jornalista, editor da revista Vida e Saúde e editor associado da ComTexto

Deixe um comentário