Lição 1 – Contracultural

1

A tirinha desta semana, apesar de bastante óbvia, aborda uma tremenda ousadia: ser livre em Cristo e por meio da revelação Bíblica. Mas não deveria ser assim para o cristão, afinal, sabemos que a fé vem pelo ouvir e ouvir a palavra de Deus (Romanos 10:17).

Contudo, não é tão simples assim. Foi-se o tempo em que a Palavra era a Palavra. Nos dias de hoje, não precisamos nem mesmo de ateus ou agnósticos questionando a validade bíblica. Nas fileiras de muitas igrejas denominadas cristãs já se discute o que se pode aproveitar ou não da Bíblia nos dias de hoje.
Vivemos um verdadeiro mercado da fé. Sim. Você escolhe que parte da Bíblia não entra em conflito com seus gostos pessoais e se diz cristão a partir disso ou daquilo. Mas se você disser que crê em toda a Bíblia, possivelmente será chamado de fundamentalista.

Não me entenda mal. Não cremos na inerrância ou que Deus tenha elaborado um ditado e o repassado aos profetas. Mas continuamos crendo na Bíblia. Sim, há coisas que já não fazem mais sentido para nós. Nenhum cerimonial que apontava para Cristo, por exemplo, se faz necessário após Sua encarnação, ministério, morte e ressurreição.

Ainda assim, em pleno século 21, a Bíblia é a Palavra de Deus.

Por mais idealistas que sejam, as ideologias não nos livram do pecado. Por mais elaboradas que sejam, as filosofias não resolvem a questão da angústia existencial. Pode até parecer “cool” relativizar a Bíblia, mas, na verdade, isso não passa de engano sofisticado.

Você quer ser livre? Então tenha coragem de ser transformado pela Palavra de Deus.

Compartilhar.

Sobre o autor

Avatar

Jornalista, editora da ComTexto. Mestre em ciência e pós-graduada em Teologia

1 comentário

Deixe um comentário