L 2 – Nem tudo é o que parece

0

Você se lembra daquela alegoria criada pelo filósofo Platão chamada “O mito da caverna”? Nela ele propõe o seguinte: existia uma caverna na qual prisioneiros viviam com as mãos amarradas e virados para uma parede. Nessa parede, os prisioneiros viam sombras projetadas por uma fogueira. Tudo o que passava em frente à fogueira (pessoas, animais, objetos) projetava sombra na parede da caverna, fazendo com que os prisioneiros cressem na “realidade do mundo” a partir dessas imagens. Acontece que certo dia um dos prisioneiros foi libertado e se deparou com o mundo exterior, entendendo que as sombras não eram a realidade, mas, sim, a projeção dela. Ao voltar para a caverna e contar para seus amigos sua experiência, eles não acreditaram nele e o trataram como louco.

A tirinha desta semana pretende levar você a questionar sua percepção e a maneira como você alimenta seus sentidos a fim de que seja possível conhecer e viver a realidade da verdade.

Para quem vivia na escuridão de uma caverna, talvez tenha sido desconfortável o primeiro contato com a luz. Porém, somente assim seria possível ver as coisas tais quais elas são.

Do ponto de vista espiritual, você está dentro ou fora da caverna? Você tem certeza de que sabe discernir quando suas ações abrigam o mal, a tentação e o pecado? Qual o papel do Espírito Santo, da Bíblia, oração e comunhão a fim de que enxerguemos além?

Compartilhar.

Sobre o autor

Avatar

Jornalista, editora da ComTexto. Mestre em ciência e pós-graduada em Teologia

Deixe um comentário