E quanto a Israel?

0

O povo de Israel foi escolhido para alcançar os outros povos da Terra. Deviam ser um mostruário de Deus a fim de atrair as pessoas pelas bênçãos oriundas da prática dos princípios do Criador. Um povo feliz, saudável, com famílias estáveis e sábio. Infelizmente, de modo geral, os israelitas não deram valor ao presente e se sentiram tentados a imitar o estilo de vida daqueles a quem deviam influenciar. O tempo foi passando, apostasias ocorreram, cativeiros, tragédias… Até que veio Jesus e criou outro tipo de nação israelita, essa composta por pessoas de todas as etnias, espiritualmente adotadas e consideradas filhas de Abraão, tanto quanto os filhos originais. Por isso Jesus, ao ilustrar essa realidade, disse: “Eu afirmo a vocês que Deus pode fazer com que destas pedras surjam filhos a Abraão” (Mateus 3:9).

Compartilhar.

Sobre o autor

Avatar

Pastor, jornalista, editor da revista Vida e Saúde e editor associado da ComTexto

Deixe um comentário